Como criar uma horta em casa?

By Família Leafing Homes on 23/04/2020 0

Por razões menos agradáveis, as máscaras, os desinfetantes e as luvas são a grande moda neste momento, contudo, por outro lado, também (re)nasceu outra grande tendência… A das hortas. E isto sim, são ótimas notícias! Felizmente (ou infelizmente), desde que despoletou a pandemia COVID-19, que a maioria de nós repensou nas suas necessidades básicas a nível alimentar e na importância de se ser autossustentável, porque afinal, as curgetes e as batatas não nascem no frigorífico nem no supermercado e mesmo que assim fosse… Nesta fase, temos de evitar lá ir, certo?

Para além de estares a salvaguardar-te ao não te expores num espaço comercial, ter uma horta própria só tem vantagens:

» É ecológico: não poluis tanto e poupas recursos;

» Evita o desperdício: alimentar e não só;

» Alimentação mais saudável: sabes aquilo que comes e de onde vem;

» Poupas dinheiro: porque deixas de comprar no supermercado;

» É terapêutico: mexer na terra, falar com as plantas – uma excelente alternativa ao mundo virtual;

» É cómodo: podes estar de pantufas e pijama e ir buscar a couve para a sopa do almoço.

Já estás rendido ao conceito?

Seja num vaso (ou em vários), numa pequena parcela de terra ou num sistema vocacionado para Hortas Urbanas, não há desculpas!

Damos-te todas as dicas para que a tua Horta seja simplesmente MARAVILHOSA, ora vê:

1) Aprende com quem sabe

Nada melhor do que falar com um agricultor ou com alguém que já tenha uma horta. Partilhar conhecimentos, dificuldades, experiências pode ser bastante frutífero (literalmente!)

2) Escolhe o local

Vasos grandes e pequenos, uma Horta Urbana ou um canteiro no jardim… Quando se quer muito, encontra-se um espacinho. O importante é que tenha exposição solar. Sim, até na varanda da sala se pode fazer uma horta, porque não? Já imaginaste, no final da refeição, ires à varanda apanhar uns moranguinhos para a sobremesa? Que delícia!

3) Desenha a horta

Agora, é a parte da delimitação da tua horta: é importante dares espaço entre plantas para umas não interferirem com as outras. Umas têm raízes maiores, outras têm ramas que se expandem… A regra costuma ser 50 cm entre plantas para lhes dar margem de crescimento. Na utilização de vasos, será importante adequares o tamanho do vaso ao crescimento expectável da planta.

4) Define o que plantar

Tomates, pepinos, curgetes, alfaces, cenouras… Um mundo de possibilidades! Antes de tudo, escolhe frutas e hortícolas que convivam bem entre eles, isto se decidires ter a horta na mesma parcela de terreno, claro e, de seguida, estuda em que estação se dão melhor. O clima e a sazonalidade são pontos importantes a ter em conta.

5) Garante um ponto de água

O ideal é qua a tua horta esteja exposta à chuva ou, mesmo coberta, tenha um ponto de água por perto, uma torneira ou mangueira. Se quiseres assegurar água, continuamente e controladamente na tua plantação, investe numa solução de rega gota a gota. Para hortas mais pequenas, um regador basta.

Vamos inspirar a Natureza juntos?

Encontra todos os artigos que precisas para a tua horta urbana, aqui